“Carro por assinatura veio para ficar”, diz diretor da CAOA
Conteúdo Patrocinado

“Carro por assinatura veio para ficar”, diz diretor da CAOA

Em live da TV Estadão, Jack Nunes destacou o sucesso da locação de longo prazo e listou as vantagens para quem quer andar de carro novo sem imobilizar grande parte do capital

CAOA Chery, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

05 de abril de 2021 | 09h48

A mobilidade como serviço não é mais apenas uma tendência, mas, sim, a realidade no mundo atual. As pessoas já se acostumaram a pagar certo valor para utilizar um meio de transporte por um determinado tempo. Isso acontece nos serviços de bicicletas compartilhadas, patinetes elétricos e, agora, também com carros.

Uma nova modalidade que tem crescido são os serviços de carro por assinatura, nos quais o cliente paga um valor mensal para usar o carro, mas não tem a posse do bem. Para Jack Nunes, diretor executivo da CAOA, o carro por assinatura veio para ficar.

Nunes participou de uma live do portal Mobilidade do Estadão, com mediação do jornalista Tião Oliveira, editor do Jornal do Carro, na qual detalhou como funciona essa nova opção, para quem quer ter um automóvel, mas não deseja imobilizar seu capital na compra do carro zero.

A CAOA começou a oferecer o serviço para seus funcionários no final de 2019. No ano passado, ampliou a oferta para empresas que desejassem terceirizar a frota. E, desde janeiro de 2021, criou a iniciativa “CAOA Sempre”, uma locação de longo prazo, também chamada de carro por assinatura, disponível para pessoas físicas.

Como funciona

Por um valor fixo mensal, os clientes podem ter à sua disposição um carro zero km só seu, por um período de um ano ou dois, inclusive com a renovação constante na assinatura.

Os planos de carro por assinatura oferecem opções de 12 e  24 meses para pessoa física e podem ser contratados inteiramente online. “É possível até mesmo escolher o final da placa do carro”, avisa Nunes, referindo-se ao rodízio municipal da cidade de São Paulo, onde o final da placa determina o dia em que o carro não pode rodar em determinados horários.

Entre os benefícios do plano de assinatura, estão inclusos proteção, emplacamento, documentação, IPVA e plano de manutenção. “Temos uma central de atendimento para tirar dúvidas ou resolver problemas que ele tenha com o carro”, diz Nunes. A Central de Atendimento da CAOA Locadora funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, para todos os tipos de necessidade. Fora desse horário, as ligações são transbordadas para a assistência 24 horas, com atendimento exclusivo para panes ou sinistros.

Vantagens

Além de desembolsar apenas um valor mensal fixo muito inferior ao valor total da eventual compra do mesmo modelo zero km e não imobilizar seu capital, o cliente ainda tem como vantagens o fato de que documentação, manutenção, IPVA e proteção ficam a cargo da locadora. “A parte chata fica por nossa conta. Já temos a expertise de fazer tudo isso, sem que o cliente tenha que se preocupar”, destaca o diretor executivo da CAOA.

Muitos ainda têm dúvidas sobre o plano de assinatura e a forma de utilização do carro. Perguntas como “posso ir com o carro aonde quiser?”, “existe um limite de quilometragem?”, “é possível colocar película protetora nos vidros?” são frequentes de quem procura o serviço “CAOA Sempre”, afirma Nunes.

“Na verdade, ele pode. Podemos até fornecer o carro com película protetora nos vidros”, explica o executivo. Embora alguns pensem que há algum tipo de lastro ou limitação de uso, isso não existe nos planos de assinatura. “Ele usa o carro como se fosse dele”, ressalta Jack Nunes.

Modelos disponíveis

O serviço se iniciou em janeiro com alguns modelos da CAOA Chery, os SUVs Tiggo 5, 7 e 8. Também passaram a ser oferecidos modelos Hyundai, como New Azera, Ix35, New Tucson, e o recém-lançado sedan Arrizo 6. “Em breve, teremos também os modelos Subaru”, antecipa Jack Nunes. Ainda de acordo com o executivo, a ideia é ter todos os modelos disponíveis. “Queremos ter uma gama para atender todos os nichos do mercado”, conclui.

Mais informações podem ser obtidas no site www.caoalocadora.com.br.

Confira a entrevista completa abaixo:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.