Carros populares podem aumentar 5,2%

A proposta de unificação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para todos os modelos de veículos pode provocar um aumento no preço dos carros populares e uma queda no preço dos não populares. Isso porque, atualmente, a alíquota dos populares está em 10% e dos não populares, 25%. Com a unificação, o Imposto passa a ter uma alíquota intermediária entre os dois valores. Cogita-se que a alíquota fique em 15%. Caso confirmada, o preço do carro popular deve ter um aumento em torno de 5,2%, de acordo com cálculos de um técnico de uma montadora. Já os carros não populares devem ter uma redução no preço de 8,8%. Nessa alteração de preços, não se levou em conta a margem de lucro da concessionária, pois cada uma delas tem uma forma de cálculo. Também não foi considerada a cobrança do PIS e Cofins que incide sobre o preço do carro no operação de venda ao consumidor. As indústrias do setor concordaram com a unificação da alíquota. Porém, conseguiram adiar a implantação da proposta para daqui a dois anos. Até lá, as indústrias planejam reestruturar a produção, já que há a expectativa de que as vendas de populares diminuam, enquanto a dos não populares podem aumentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.