Carros usados voltaram a se valorizar em 2001

Os automóveis usados voltaram a ter um ano de desvalorização em 2001. De acordo com a pesquisa anual do InformEstado, com base na Bolsa de Autos, a queda de preço média dos carros foi de 3,37%. Por marcas, os modelos da Fiat foram os que menos tiveram preços depreciados nos últimos 12 meses, com queda de 1,64%, ante 1,69% da Ford, 2,09% da Volkswagen, 4,11% da Chevrolet e 7,34% das outras marcas, em especial as importadas Dodge e Jeep.A desvalorização dos carros usados contrariou o que ocorreu em 2000, quando houve acréscimo de preço, na média, de 3,77%. Mas aquele ano foi uma exceção, já que desde o Plano Real, em 1994, quando se registrou uma alta média de 32,9%, o carro usado tornou-se somente um bem de consumo, portanto com depreciação de preço conforme o uso.Gol: o usado que mais se valorizou no períodoO Gol GTi 2000 fabricado em 1993 foi o automóvel usado que mais se valorizou em 2001, 8,7%. No final do ano de 2000, seu valor médio de mercado era de R$ 9,2 mil, passando em dezembro para R$ 10 mil. Além de ficar em primeiro lugar no ranking, o GTi figurou ainda na terceira colocação, no caso do modelo feito em 1994, com aumento de 7,8%. O segundo e quarto lugares também ficaram com carros da Volks, a Saveiro CL 1.8 94 a álcool (8,2%) e o Santana GLi 95 (7,5%), respectivamente.No geral de 2001, 36 modelos se destacaram por terem seus preços reajustados acima dos 5%, sendo um único deles importado, em quinto lugar, o alemão BMW 328i 1998 (7,4%). A exemplo dos quatro Volkswagen e do BMW, figuram ainda na lista dos dez mais valorizados duas vezes o Ford Escort L 1.6, o 94 a álcool e o 90 a gasolina (ambos com 7% de aumento), a Saveiro CL 1.6 92 (6,8%), o Honda Civic LX 97 (6,7%) e o Chevrolet Corsa GLS 1.6 99 (6,3%).Entre os automóveis que mais perderam valor em 2001, três importados encabeçam a lista: a Dodge Dakota Sport V6 99 (-19,3%) e os Jeep Grand Cherokee Limited 94 (-17,8%) e 96 (-16,9%).MotocicletasAo contrário dos automóveis, as motocicletas usadas apresentaram um desempenho positivo no ano passado, valorização de 3,13%. A pesquisa do InformEstado com as motocicletas usadas mostra a Honda na liderança de valorização, com a CBR 450SR de 1991, reajustada em 10,4% no ano passado - passou de R$ 5,3 mil para R$ 5.850,00. O mesmo modelo, ano 92, subiu 7,8%. Mas a Yamaha também mostrou boa valorização: ficou em segundo lugar graças ao desempenho da Crypton de 1998 (9,5%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.