Casa Branca acredita que Senado vai manter Bernanke

Autoridades da Casa Branca expressaram confiança hoje na confirmação de Ben Bernanke para um segundo mandato à frente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), uma visão que encontra respaldo entre líderes republicanos no Senado. "Acreditamos que Bernanke será confirmado", disse o secretário de imprensa da Casa Branca, Robert Gibbs.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

24 Janeiro 2010 | 16h38

Sobre as possíveis repercussões financeiras de uma votação contra Bernanke no Senado, Gibbs afirmou que "a melhor forma de não ter de lidar com essas repercussões é apoiar Bernanke para um segundo mandato". Segundo ele, os senadores podem mostrar apoio à estabilidade no sistema financeiro apoiando Bernanke.

O senador republicano Mitch McConnell, do Kentucky, não disse em quem irá votar, mas afirmou acreditar que Bernanke terá votos suficientes para continuar no comando do Fed. "Ele terá apoio bipartidário no Senado e eu anteciparia que ele será confirmado", afirmou McConnell em programa da NBC.

Outro republicano, o senador pelo Texas John Cornyn, no entanto, disse no programa "Fox News Sunday" que se opõe a Bernanke, elevando para 16 o total de senadores contra ele. Nesse grupo estão 11 republicanos, quatro democratas e um independente. Vinte e sete já disseram que votarão a favor.

Cornyn afirma que Bernanke é um homem "brilhante e honroso", mas destacou a crise de confiança dos norte-americanos por causa da falta de transparência e responsabilidade no que diz respeito às ajudas e a outras atividades conduzidas pelo Federal Reserve.

O mandato de Bernanke termina dia 31. Escolhido pelo republicano George W. Bush, Bernanke foi nomeado por Barack Obama para um segundo mandato em agosto do ano passado e o Senado precisa confirmá-lo no cargo. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.