Casa Branca admite começo de ano difícil para economia

A Casa Branca declarou que está "decepcionada" com o encolhimento do mercado de trabalho em fevereiro nos Estados Unidos. O porta-voz da Casa Branca Tony Fratto interpretou os dados do relatório do mercado de trabalho, divulgado hoje pela manhã, como "misto", apontando para a queda na taxa de desemprego e o contínuo crescimento dos salários.Fratto declarou que a Casa Branca está "obviamente decepcionada ao ver a leitura negativa no payroll (oferta de vagas de trabalho)". "Mas é um relatório complicado, estes são dados mistos", acrescentou. Ele reconheceu que os três primeiros meses de 2008 serão um trimestre difícil para a economia dos EUA.Segundo o Departamento do Trabalho dos EUA, foram fechadas 63 mil vagas em fevereiro, após a redução de 22 mil postos já registrada em janeiro. A queda em fevereiro foi a maior desde março de 2003. Já taxa de desemprego nos EUA caiu em fevereiro para 4,8%, de 4,9% em janeiro, ante as previsões de alta para 5%. O custo médio por hora trabalhada nos EUA aumentou 0,3% em fevereiro (US$ 0,05) para US$ 17,80, em linha com o previsto. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.