Casa Branca corta previsão para PIB dos EUA em 2008

A Casa Branca elevou a previsão decrescimento do Estados Unidos em 2007, mas cortou a estimativapara o próximo ano devido aos problemas no setor imobiliário enos mercados de crédito além dos altos preços de energia. Em avaliação semestral, que será incorporada à propostaorçamentária de 2009 a ser apresentada pelo governo no iníciodo próximo ano, a Casa Branca disse esperar crescimento de 2,7por cento este ano --acima da estimativa divulgada em junho, de2,3 por cento. Para 2008, a expectativa também é de 2,7 por cento, abaixoda previsão anterior de 3,1 por cento. "Apesar das dificuldades no setor imobiliário e nosmercados de crédito e dos efeitos do alto preço da energia quevão afetar o crescimento, a economia norte-americana possuimuita força e eu espero que a expansão continue", disse HenryPaulson, secretário do Tesouro norte-americano. Economistas privados têm diminuído as previsões decrescimento à medida que a turbulência no mercado imobiliário eo aperto no crédito ameaçam diminuir o consumo e osinvestimentos.A Casa Branca reconheceu que os preços crescentes de alimentose energia estão impulsionando a inflação, e aumentou aperspectiva para o índice de preços ao consumidor em 2007 para3,9 por cento, ante projeção anterior de 3,2 por cento. A administração, no entanto, espera que a inflaçãodesacelere no próximo ano. Para 2008, a estimativa é de taxa de2,1 por cento, abaixo da previsão anterior de 2,5 por cento. (Reportagem Emily Kaiser)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.