Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Casa Branca: Obama reitera confiança em Geithner

A Casa Branca afirmou que o presidente Barack Obama tem "enorme confiança" no secretário do Tesouro, Timothy Geithner. A declaração foi feita em seguida a relatos de que Geithner tem tido contato frequente com um pequeno grupo de executivos poderosos de Wall Street. Não é incomum que autoridades do governo se comuniquem com líderes empresariais. Mas o frequente contato de Geithner com Wall Street pode sujeitá-lo a críticas, por causa da ajuda estatal que colaborou para que o setor bancário superasse a crise financeira.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 17h20

"O secretário Geithner é alguém que tem ajudado a levar o setor financeiro de volta à estabilidade, tem trabalhado sobre uma série de questões e estará fortemente envolvido na reforma regulatória conforme seguimos adiante", disse Robert Gibbs, porta-voz da Casa Branca. "Obviamente, nós temos enorme confiança em sua administração e liderança", acrescentou.

Citando uma análise da agenda de compromissos de Geithner, a agência de notícias Associated Press afirmou que o secretário conversa frequentemente com líderes de várias instituições, incluindo Citigroup, JPMorgan Chase e Goldman Sachs. De acordo com a AP, Geithner teve ao menos 80 contatos com os executivos-chefes do Goldman, Lloyd Blankfein, do JPMorgan, Jamie Dimon, do Citigroup, Vikram Pandit, e com o chairman do Citigroup, Richard Parsons, em seus primeiros sete meses no Tesouro.

O porta-voz do Tesouro, Andrew Williams, defendeu a agenda de Geithner, classificando-a como apropriada, segundo o Wall Street Journal. "É apropriado para autoridades do Tesouro a manutenção de contato com aqueles que trabalham nos mercados todos os dias, particularmente quando a economia e os mercados estão tão frágeis", disse. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaTesouroGeithner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.