Casa Branca projeta crescimento do PIB de 2,3% em 2012 e de 2,7% em 2013

Contudo, expectativas para o nível de desemprego e o déficit orçamentário melhoraram 

Álvaro Campos, da Agência Estado,

27 de julho de 2012 | 17h33

WASHINGTON - A Casa Branca divulgou hoje sua revisão de meio de ano do Orçamento, na qual reduz a previsão do governo para o crescimento da economia dos Estados Unidos em 2012 para 2,3%, de 2,7% estimados anteriormente. Já a projeção para 2013 foi rebaixada para 2,7%, de 3%. Entretanto, as expectativas para o nível de desemprego e o déficit orçamentário melhoraram.

O governo norte-americano agora vê a taxa de desemprego a 8% este ano, bem abaixo da estimativa feita em fevereiro, de 8,9%. Para o ano que vem, a projeção foi revista para 7,7%, de 8,6%. E agora espera-se que a taxa caia abaixo de 7% já em 2015, e não mais em 2016. Em relação ao déficit orçamentário, a previsão para este ano foi reduzida para US$ 1,21 trilhão, US$ 116 bilhões abaixo da estimativa anterior. Em 2013, o déficit deve ser de US$ 991 bilhões.

No relatório, a Casa Branca afirma que os obstáculos oriundos da crise na Europa continuam a ser um risco significativo para a recuperação da economia dos EUA e que, no geral, o país está "operando bem abaixo da sua capacidade, com os níveis mais elevados de recursos não utilizados em mais de 25 anos". Mesmo assim, o governo afirma que vê potencial para uma recuperação "mais rápida". A administração federal acredita que a economia dos EUA ainda pode retomar níveis de produção próximos dos que eram registrados antes da crise financeira de 2008.

O problema é que as previsões da Casa Branca, como de costume, levam em conta a adoção das políticas apresentadas pelo presidente, mas muitos republicanos no Congresso afirmam que não vão aprovar as medidas defendidas por Barack Obama. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.