Casa Branca:não há obstáculo para aprovação de pacote

A Casa Branca disse que não vê razão para que um pacote de estímulo econômico não seja rapidamente aprovado, negando qualquer divergência profunda entre o governo republicano e a liderança democrática no Congresso norte-americano. O porta-voz da Casa Branca Tony Fratto disse que o presidente George W. Bush está chegando perto de uma decisão sobre a composição do pacote de estímulo, mas não quis especular sobre quando o plano será anunciado. Ele respondeu que "o presidente ainda tem decisões a tomar" ao ser perguntado se Bush insistirá em incluir no pacote a extensão permanente dos cortes de impostos de 2001 e 2003. Ele reiterou que a Casa Branca quer que os cortes se tornem permanentes. "Se isto será parte de um plano especifico ou não, teremos que ver", afirmou. Os democratas no Congresso disseram que um acordo bipartidário sobre um estímulo econômico poderá ser impossível se a Casa Branca tentar incluir no pacote o plano de tornar os cortes de impostos permanentes. De seu lado, os republicanos alertaram que aumentos de impostos não devem ser parte do pacote. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.