Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Casa Branca:plano imobiliário ajudará EUA a vencer crise

A Casa Branca elogiou a nova iniciativa que está sendo montada para evitar que os proprietários de imóveis enfrentem execução hipotecária, afirmando que esta é uma das várias medidas que a administração e os credores estão tomando para aliviar a crise imobiliária. "Nenhum programa único vai resolver todos os problemas no mercado imobiliário, mas o presidente acredita que estes esforços vão nos ajudar a superar esta dura correção em nossa economia", disse Dana Perino, porta-voz da Casa Branca.O secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, concede às 14h15 (de Brasília) uma entrevista coletiva à imprensa, junto com Alphonso Jackson, secretário do Departamento de Desenvolvimento Urbano e Imobiliário. Eles irão anunciar um programa, chamado de Project Lifeline, sob o qual seis instituições financeiras irão entrar em contato com mutuários que estão mais de 90 dias atrasados nos pagamentos de suas hipotecas. Em alguns casos, os proprietários de imóveis terão a chance de "pausar" a execução por 30 dias, enquanto os credores tentam encontrar uma maneira de tornar a hipoteca acessível. Participam da iniciativa o Bank of America, o Citigroup, a Countrywide Financial, o JPMorgan Chase, o Washington Mutual e o Wells Fargo. Perino descartou as críticas de grupos de consumidores, que acreditam que a iniciativa não é agressiva o suficiente. "É o direito deles de ter uma opinião". A iniciativa difere do plano recentemente anunciado de congelar as taxas aos níveis atuais em alguns tipos de empréstimos de alto risco (subprime), pois envolve todos os tipos de hipotecas."O que vocês vêem hoje é que nós continuamos a monitorar a situação com muito cuidado e então nos adaptamos e reagimos para fazer o que podemos", disse Perino. "Nós estamos cientes da situação, nós estamos preocupados e estamos progredindo em várias frentes, não apenas em termos administrativos, mas também encorajando o setor privado a fazer mais e pedindo para o Congresso agir", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.