Casa Civil espera Itamaraty para regulamentar salvaguardas contra China

A Assessoria de Imprensa da Casa Civil esclareceu hoje que a demora na publicação do decreto que regulamenta as salvaguardas contra importações da China não é de responsabilidade da ministra Dilma Rousseff. Segundo o Ministério, o decreto está, de fato, na Casa Civil, mas só será publicado após um outro, a cargo do Itamaraty, que internaliza o protocolo de salvaguardas da Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a China.Segundo a Casa Civil, o Ministério de Relações Exteriores ainda não enviou o segundo decreto à ministra Dilma. Dessa forma, informa a Casa Civil, seria inócuo publicar o decreto das salvaguardas, já finalizado pela Câmara de Comércio Exterior, pois ele não teria validade.Hoje, o presidente do Sindicato das Indústrias Têxteis do Estado de São Paulo (Sinditêxtil-SP), Rafael Servone Neto, disse à Agência Estado que a justificativa oficial para o atraso na publicação do decreto é que Dilma Rousseff está "assoberbada" de trabalho e não consegue lidar com o decreto, que depende de sua aprovação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.