Reuters
Reuters

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Casas de câmbio já vendem dólar turismo a R$ 4

Moeda americana ultrapassou a marca no cartão pré-pago, com IOF mais caro; dólar em espécie é vendido na casa dos R$ 3,80

ANNA CAROLINA PAPP, O Estado de S. Paulo

26 de agosto de 2015 | 15h39

Se o dólar comercial chegou a bater R$ 3,65 nesta quarta-feira, para o consumidor, nas casas de câmbio, o dólar turismo já ultrapassou a marca dos R$ 4. No caso do cartão pré-pago, com maior incidência de imposto, a moeda era vendida em corretoras em São Paulo por até R$ 4,05. Já o dólar em espécie era vendido na casa dos R$ 3,80, preocupando quem está com viagem marcada para o exterior.

Na corretora Cotação, o dólar em espécie, já com o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), era comercializado na tarde desta quarta-feira a R$ 3,86; no cartão pré-pago, com taxa de IOF maior, saía a R$ 4,05. Na Confidence Câmbio, a moeda no cartão também era vendida a R$ 4,05; já o dólar em espécie, a R$ 3,87. Na Sol Corretora, o produto no cartão pré-pago saía a R$ 4,04; já o dólar em dinheiro, a R$ 3,79.

Em dezembro de 2013, o governo elevou de 0,38% para 6,38% o IOF para gastos no exterior com cartões de débito e pré-pagos, cheques de viagem e saques em moeda estrangeira, equiparando essas modalidades de pagamento à taxa do cartão de crédito. O IOF para dinheiro em espécie permanece de 0,38%.

Viagem. O preço salgado da moeda americana tem assustado os que planejam viagem para fora do País. Com a disparada do dólar, os gastos brasileiros em viagens no exterior caíram 30,4% em um ano, segundo o Banco Central.

Segundo especialistas, quem está com viagem marcada para breve deve comprar dólar para garantir a viabilidade do passeio. Já quem tem um prazo maior deve comprar a moeda aos poucos, para obter uma taxa média de cotação. 

Por que o dólar turismo é sempre mais caro?

O dólar comercial é utilizado por empresas, bancos e governos para operações no mercado de câmbio, como transferências financeiras, exportações, importações, entre outros.

Já o dólar turismo é utilizado para viagens, transações de turismo no exterior e débitos em moeda estrangeira no cartão de crédito. Ele é mais caro pois é calculado com base no dólar comercial mais os custos das casas de câmbio com questões logísticas, administrativas e com seguro em caso de roubo, uma vez que as transações com dólar turismo são feitas com moeda em espécie, em "dinheiro vivo". Já as transações com dólar comercial são feitas de forma eletrônica, por meio de contratos.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarcâmbioviagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.