Christian Hartmann/Reuters
Christian Hartmann/Reuters

Casino supera meta de lucro de 2016 após forte resultado no quarto trimestre

Entre outubro e dezembro, o controlador do Grupo Pão de Açúcar registrou vendas de 10,03 bilhões de euros

Dow Jones Newswires, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2017 | 08h29

PARIS - O conglomerado varejista francês Casino Guichard-Perrachon, controlador do Grupo Pão de Açúcar, divulgou hoje que superou levemente sua meta de lucro comercial para 2016, de 500 milhões de euros, graças ao crescimento mais vigoroso de suas vendas no quarto trimestre.

Entre outubro e dezembro, o Casino registrou vendas de 10,03 bilhões de euros (US$ 10,63 bilhões), montante 9,1% maior que o do mesmo período do ano anterior, uma vez que fortes resultados no Brasil e Colômbia compensaram um fraco desempenho em seu mercado doméstico.

Apenas na França, as vendas tiveram queda anual de 0,5% no último trimestre, refletindo a diminuição da receita de lojas de conveniência.

O Casino vai divulgar seu balanço completo nas próximas semanas, mas já adiantou que teve lucro comercial um pouco acima dos 500 milhões de euros que previa para o ano passado. A meta era considerada ambiciosa por analistas, uma vez que a varejista havia apresentado lucro comercial de apenas 85 milhões de euros no primeiro semestre.

A América Latina impulsionou as vendas do Casino. O grupo teve ganhos porcentuais de dois dígitos tanto nos negócios de varejo quanto de eletrônicos da região. As vendas de produtos alimentícios foram particularmente fortes, com alta de 23% no quarto trimestre ante um ano antes. Excluindo-se efeitos cambiais, as vendas de alimentos na América Latina subiram 12%.

No ano passado, o Casino iniciou um plano de desinvestimento num esforço de reduzir sua dívida, com a venda de operações na Tailândia e Vietnã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.