Casos que não se enquadram em exceções

Consumidores que tiveram um filho nos últimos meses, que receberam parentes para viver em casa, ou aqueles que aproveitaram a mesma ligação de energia elétrica para abastecer um pequeno comércio próprio anexo à residência, não serão incluídos nos chamados casos de exceção e terão que se adaptar às normas de redução de 20% no consumo, como todos os outros. "Infelizmente, não há o que fazer nestes casos, e todos eles estão sujeitos aos cortes como os demais", afirmou o vice-presidente da Eletropaulo, Marco Vasconcelos, durante a entrevista coletiva desta tarde. Os diretores da Eletropaulo anteciparam que a empresa dará atenção especial aos casos, comuns na capital, de diversas residências que partiram um único relógio de luz. "Desde que o racionamento foi anunciado, a Eletropaulo começou a ser procurada por um número muito grande de famílias que querem desmembrar os medidores", informou Vasconcelos. Ele disse, no entanto, que nas primeiras semanas do racionamento a empresa não terá condições de atender a todos os casos, mas que pretende regularizar o maior número possível nos próximos meses.

Agencia Estado,

23 de maio de 2001 | 19h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.