carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Cat Café  em NY tem gatos soltos e desenhos de felinos na espuminha

Gatos são tratados como donos do espaço e viraram atração na internet, com transmissão ao vivo semelhante a um reality show

Marcelo Osakabe, especial para o Estadão,

24 de abril de 2014 | 13h33

SÃO PAULO -A fabricante de rações Purina abriu nesta quinta, 24, em Nova Iorque, o primeiro 'Café-Gato' dos Estados Unidos. O espaço é voltado para consumidores que desejam tomar um café ou chocolate e relaxar rodeados por 16 gatos que circulam livremente pelo espaço.

O espaço é voltado para consumidores que desejam tomar um café ou chocolate e relaxar rodeados por 16 gatos que circulam livremente pelo espaço.

Os desenhos na espuminha do café são inspirados em felinos e os consumidores também podem escolher receitas como o 'cat'achino', um capuchino decorado com a cara de um gatinho.

Os 'cat cafes' já são uma moda no Japão, mas a Purina garante que a sua loja é a primeira do gênero em território americano.

No Japão muitos habitantes não podem criar um animal em casa por causa do tamanho diminuto de algumas residências japonesas. Na França e alguns outros países europeus também já começam a surgir cafés com animais soltos.

O Café-Gato da Purina ficará aberto por apenas quatro dias, até domingo. Todos os gatos foram doados pela North Shore Animal League (NSAL), associação voltada para recuperar animais e encontrar novos donos. Eles também estão disponíveis para adoção.

A fabricante de rações criou até um serviço de transmissão ao vivo dos gatos pela internet. Confira AQUI.

Tudo o que sabemos sobre:
Gatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.