Cautela com semana curta e feriado nos EUA

Com o feriado de hoje nos EUA (Memorial Day) e o de quinta-feira (Corpus Christi) no Brasil, o mercado financeiro tende a mostrar queda na liquidez e aumento de cautela. Há uma expectativa positiva com relação à divulgação da pesquisa CNT/Sensus, marcada para as 11 horas. A percepção é de que José Serra deverá ganhar alguns pontos se distanciando dos pré-candidatos Anthony Garotinho e Ciro Gomes. Essa melhora esperada da performance de Serra, segundo analistas de mercado, deverá espelhar uma série de notícias positivas nas últimas semanas que tende a se reverter em votos. É o caso da maior exposição do candidato tucano na televisão, da escolha da deputada Rita Camata como vice e de uma marketing de campanha mais agressivo. No entanto, se essa expectativa positiva sobre a pesquisa Sensus for frustada, o mercado pode dar uma estressada. Mas de qualquer forma, o mercado está tentando manter o sangue. A avaliação é de que mesmo que não deslanche nessa pesquisa, Serra ainda terá condições de subir noss próximos levantamentos.A semana segue com a divulgação, marcada para amanhã, de várias prévias de inflação como IPC-Fipe, IPCA-15 e IGP-M, além do PIB revisado do primeiro trimestre. Na quarta-feira, sai a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), muito aguardada pelo mercado, especialmente depois do placar apertado, 5 x 3, que manteve o juro inalterado em 18,50% ao ano. Para os analistas, esse resultado pode ser um indício de que o Copom deverá cortar o juro na próxima reunião, em junho.Há pouco, o dólar comercial estava sendo cotado a R$ 2,5260, em alta de 0,20% em relação ao fechamento de sexta-feira. No mercado de juros, os contratos de DI futuro, com vencimento em janeiro, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagam taxas de 18,870% ao ano frente aos 18,900% ao ano negociados ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em alta de 0,24%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.