Cautela substitui euforia no mercado

Bolsa reduz alta para 1,81% e acumula ganho de 16,73% em dois dias; dólar à vista volta a recuar e juros avançam

Paula Laier, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

15 Outubro 2008 | 00h00

As bolsas norte-americanas retomaram a volatilidade, ontem, após uma abertura positiva e ganhos individuais de mais de 11% na segunda-feira. A Bovespa foi carregada e chegou a inverter para queda à tarde, mas descolou-se de Wall Street e terminou com alta de 1,81% (aos 41.569,03 pontos), bem distante da valorização de 14,66% da véspera. Preocupações com a economia real, especialmente os setores de tecnologia e consumo, que não têm o benefício dos bilionários planos dos governos dos EUA e Europa de socorro às instituições financeiras, substituíram a euforia com a inédita ação coordenada para prover liquidez aos mercados. O dólar à vista reduziu a queda para 1,78%, a R$ 2,102 no balcão. E o juro de janeiro de 2010 subiu a 14,68%, em meio a avaliações de que o esforço conjunto não será capaz de blindar a economia real da recessão. FRASE L. C. M. de Barros Sócio da Quest Investimentos ao AE Broadcast Ao Vivo "Medidas dos BCs dão segurança ao sistema bancário, mas mercado segue muito tenso e oscilação deve continuar"

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.