Cautela substitui euforia no mercado

Bolsa reduz alta para 1,81% e acumula ganho de 16,73% em dois dias; dólar à vista volta a recuar e juros avançam

Paula Laier, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

15 Outubro 2008 | 00h00

As bolsas norte-americanas retomaram a volatilidade, ontem, após uma abertura positiva e ganhos individuais de mais de 11% na segunda-feira. A Bovespa foi carregada e chegou a inverter para queda à tarde, mas descolou-se de Wall Street e terminou com alta de 1,81% (aos 41.569,03 pontos), bem distante da valorização de 14,66% da véspera. Preocupações com a economia real, especialmente os setores de tecnologia e consumo, que não têm o benefício dos bilionários planos dos governos dos EUA e Europa de socorro às instituições financeiras, substituíram a euforia com a inédita ação coordenada para prover liquidez aos mercados. O dólar à vista reduziu a queda para 1,78%, a R$ 2,102 no balcão. E o juro de janeiro de 2010 subiu a 14,68%, em meio a avaliações de que o esforço conjunto não será capaz de blindar a economia real da recessão. FRASEL. C. M. de BarrosSócio da Quest Investimentos ao AE Broadcast Ao Vivo"Medidas dos BCs dão segurança ao sistema bancário, mas mercado segue muito tenso e oscilação deve continuar"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.