carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Cavallo deixa dívida oculta de US$ 600 milhões

O ministro da economia da Argentina, Roberto Lavagna, descobriu uma dívida oculta de nada menos que US$ 600 milhões, deixada pelo ex-ministro Domingo Cavallo, contraída junto a provedores privados e referentes a compras de bens e serviços para várias repartições da administração pública e que não foram anotadas contabilidade oficial, nos últimos meses do falido governo do ex-presidente Fernando de La Rúa. A descoberta provocou a ira de Lavagna e dos técnicos do governo, que chamam a dívida de o "último prego herdado" de Cavallo antes de abandonar o cargo. A política de déficit zero imposta pelo próprio Cavallo era somente uma fachada para mostrar ao FMI, quando na verdade os gastos estavam sendo ocultados da contabilidade. A notícia foi dada pelo jornal Página 12 e confirmada pela Agência Estado com uma alta fonte do ministério da Economia. Há uma semana, o próprio ministro Roberto Lavagna denunciou que sua equipe iria começar a levantar dívidas escondidas deixadas pelas administrações anteriores. Ele não precisou valores, mas disse que "existem diversas dívidas não consolidadas". Do que a equipe pôde averiguar até o momento, os gastos incluíram até vacinas para febre aftosa e nunca foram autorizados pela secretaria de Fazenda .

Agencia Estado,

05 de novembro de 2002 | 13h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.