Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Caviar some do mercado por causa da extinção do esturjão

No Mar Cáspio, onde se produz 90% do legítimo caviar consumido no planeta, os peixes estão desaparecendo por causa da contaminação da água

03 de dezembro de 2013 | 13h41

TEERÃ - O progressivo desaparecimento das reservas de esturjão no Mar Cáspio está transformando o caviar selvagem iraniano em um luxo impossível de ser encontrado no Irã e cada vez mais raro no mercado mundial.

O Mar Cáspio é a maior reserva de esturjões selvagens do mundo, com cinco espécies diferentes responsáveis por 90% do legítimo caviar consumido no mundo.

"Nos últimos seis meses, não produzimos nem dez gramas de caviar para o mercado", afirma Nasser Oktai, gerente comercial da Madar Takhasosi, a estatal iraniana que tem o monopópio de produção, comercialização e exportação de caviar.

Um comerciante que vende habitualmente caviar em sua tenda ao norte de Teerã reclama que "há meses não chega nada". Ele diz que quando consegue o produto seus clientes compram 'a qualquer preço que seja'.

Pescador ao lado de espécies diferentes de esturjão: espécies estão em extinção (Foto:Efe)

"Nosso principal objetivo hoje é a reprodução, e não a produção de caviar", afirma. "Temos sete fábricas processando caviar no Norte, mas muitoas unidades estão paradas ou cuidando apenas da reprodução".

Os pescadores passam semanas saindo ao mar de madrugada e retornando com as redes vazias. Quando capturados, os esturjões são levados vivos para reproduzir e ajudar a devolver mais peixes para repovoar o Mar Cáspio.

Os técnicos das fábricas promovem cesáreas para extrair as ovas e devolver os peixes ao mar, embora a recuperação seja problemática.

Em 1998, uma convenção internacional classificou o esturjão como 'espécie em perigo de extinção' e impôs cotas para exportação. No Irã, a cota é de 150 toneladas para este ano.

No ano seguinte, o comércio internacional de caviar selvagem do Mar Cáspio foi totalmente proibido.

Todo o caviar exportado atualmente no pelo Iran vem da produção artificial. O caviar selvagem que ainda se podia consumir no país está praticamente em extinção.

As autoridades apontam a desintegração do bloco soviético (a antiga URSS) no fim dos anos 1990 e o consequente fim dos controles de gestão de recursos naturais como uma das causas do problema.

Outra causa é a poluição causada por indústrias militares no rio Volga, além da contaminação provocada pela produção de algodão e exploração de petróleo na região.

Tudo o que sabemos sobre:
caviarMar Cáspio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.