finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

CCX diz estar adotando medidas para fechar venda de ativos na Colômbia até 30/09

A empresa de mineração de carvão CCX informou nesta segunda-feira que vem adotando medidas para alcançar o fechamento da venda de projetos de mineração para a colombiana Yildirim até 30 de setembro, conforme objetivo originalmente previsto em contrato.

REUTERS

08 de setembro de 2014 | 07h43

Segundo a companhia, as pendências para a transação envolvem "questões registrais e outras atividades regulatórias em andamento perante as autoridades governamentais da Colômbia".

O acordo vinculante para a venda havia sido divulgado no início de fevereiro, por 125 milhões de dólares. Na época, a CCX estimou que a operação seria concluída no segundo trimestre.

Além dos projetos de mineração a céu aberto de Cañaverales e Papayal e do projeto de mineração subterrânea de San Juan, o acordo com a Yildirim também contempla a transferência de imóveis, projetos de porto e ferrovia, licenciamentos diversos e estudos técnicos correlatos.

(Por Marcela Ayres)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCCXCARVAOCOLOMBIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.