VALERIA CONÇALVES/ESTADÃO
VALERIA CONÇALVES/ESTADÃO

Ceagesp opera hoje com 90% dos produtos que comercializa

Previsão é de que na segunda-feira o abastecimento esteja normalizado

Cleide Silva, O ESTADO DE S.PAULO

01 Junho 2018 | 05h00

Ainda faltam produtos como mamão, melancia, melão e abacaxi, que vêm de Estados mais distantes, mas a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) deve operar hoje com 90% das frutas, verduras e legumes que tinha antes da greve dos caminhoneiros. Na segunda-feira o abastecimento estará normalizado, preveem os produtores.

Ontem, o entreposto recebeu cerca de 6 mil toneladas de produtos, pouco mais da metade da média diária do volume que comercializa normalmente, de aproximadamente 11 mil toneladas. Batata e cebola também estão chegando, mas não em quantidade suficiente, o que também deve ocorrer na segunda-feira.

Segundo Flávio Godas, economista da Ceagesp, o mamão vem de produtores da Bahia e do Espírito Santo, o abacaxi do Tocantins, o melão do Rio Grande do Norte e a Melancia de Goiás. Em razão da distância, demoram mais a chegar.

Já o abastecimento de produtos procedentes de São Paulo e Minas Gerais, como laranja, limão, caqui, abacate, tomate e cenoura está praticamente normalizado.

Portas abertas. Para facilitar a chegada de caminhões e a descarga de mercadorias, a Ceagesp vai manter os portões abertos durante 24 horas até o dia 9 de junho.

Atacadistas do entreposto calculam que deixaram de comercializar quase 30 mil toneladas de produtos na semana passada. O fluxo financeiro caiu R$ 72 milhões, cerca de 45,5%, passando de R$ 158 milhões para R$ 86 milhões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.