Ceará vai buscar parceria na Coreia para refinaria da Petrobrás

Governador Cid Gomes viaja em setembro para a Coreia; objetivo é acelerar a construção da refinaria Premium 2

SERGIO TORRES , ENVIADO ESPECIAL , FORTALEZA, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2012 | 03h03

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), iniciou entendimentos com empresários sul-coreanos para a constituição de parceria tecnológica e financeira que ajude a Petrobrás a construir a refinaria Premium 2, empreendimento tocado até agora com bastante lentidão. Ele deve viajar em setembro para a Coreia do Sul.

No último dia 16, Gomes jantou com o CEO e presidente do conselho de administração da siderúrgica Dongkuk, Sae Joo Chang. A empresa da Coreia, associada à brasileira Vale e à também coreana Posco, atua no Complexo Portuário e Industrial do Pecém (litoral oeste do Ceará), em área vizinha à futura refinaria.

Segundo o relato do governador, o executivo da siderúrgica coreana falou da possibilidade de interesse da GS Caltex, detentora de 30% do mercado local de refino. É a segunda companhia do país asiático no segmento de refinarias.

Os contatos mantidos até agora deverão ser aprofundados na viagem que o governador fará à Coreia do Sul. A busca de sócio com experiência em projetos de refinaria é fundamental para o sucesso do projeto, avalia Gomes.

Graça Foster. Em 11 de julho, na sede da Petrobrás (centro do Rio), o governador havia se reunido com a presidente da estatal, Graça Foster, para esclarecer a razão de a Premium 2 não ter sido contemplada no Plano de Negócios 2012-2016. Gomes disse que no encontro pediu a ela autorização para procurar no exterior um parceiro experimentado na elaboração de projetos e construção de refinarias.

"Saí da reunião convencido de que é fundamental um parceiro porque a Petrobrás vive um período de grandes investimentos. Ninguém tem todo o capital do mundo. Há a necessidade de um parceiro para capital, tecnologia e engenharia de refino", disse o governador.

Dias antes, acrescentou ele, conversara sobre o assunto com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que, em entrevistas, já falara favoravelmente sobre a possibilidade de parcerias.

"Falei com a presidente Graça. A Petrobrás me autorizou a procurar um parceiro. A Petrobrás nunca fez refinaria. A última que fez tem 34 anos e o projeto era todo importado. Procurei a Coreia do Sul, foi a primeira coisa que fiz", disse ele, referindo-se à Revap, inaugurada em 1980 em São José dos Campos (SP).

Texaco. Na viagem à Coreia do Sul, o governador Cid Gomes pretende se reunir com a direção da GS Caltex, vinculada ao grupo Texaco. A proposta em estudo pelo governo cearense é a de que, na parceria, a Petrobrás fique com 80% da composição societária, com os coreanos assumindo os demais 20%.

"Esse é meu feeling. Considero a proporção de 80% para 20% muito boa para a Petrobrás. A empresa da Coreia entraria com a tecnologia de ponta que domina e parte dos investimentos que lhe couber pelo acordo", disse Gomes.

A Petrobrás confirmou que o assunto foi tratado no recente encontro entre Graça e Cid Gomes, mas que a empresa não participa da busca por parceiro. A empresa também afirma que a Premium 2 está contemplada no Plano de Negócios 2012-2016. "A Petrobrás considera todas as alternativas que possam contribuir para a viabilidade do projeto, respeitando os padrões internacionais", diz nota da estatal.

A refinaria Premium 2 deverá ser construída em área de 1.940 hectares nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. A pedra fundamental foi lançada em dezembro de 2010, mas as obras jamais começaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.