CEEE terá novo reajuste de tarifas em abril de 2003

Os consumidores da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), do Rio Grande do Sul, que pagarão 19,88% a mais pela energia a partir de amanhã, terão um novo aumento em abril do próximo ano. Esse reajuste extra, de 2,9% para residências e de 7,9% para comércio e indústria, vigorará por 18 meses e não atingirá consumidores residenciais de baixa renda. A tarifa extra é a mesma que vem sendo paga desde dezembro de 2001 pelos consumidores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste com objetivo repor as perdas das distribuidoras com o racionamento de energia.Embora o racionamento não tenha atingido o Sul, as distribuidoras da região também tiveram algumas perdas, mas estas serão recompostas em um prazo menor. No caso da CEEE, a cobrança ao consumidor começaria neste mês de outubro, junto com o reajuste tarifário anual da empresa, de acordo com cronograma divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no dia 29 de agosto.Mas a distribuidora pediu que a cobrança desse item fosse iniciada somente em abril próximo. A CEEE não queria nem mesmo que seu reajuste anual vigorasse esta semana. A exemplo de setores do governo Federal, também ela pleiteava que o reajuste fosse concedido após as eleições, em novembro. O argumento era que 75% do reajuste é provocado pela variação do dólar, que estaria artificialmente elevado neste momento, em parte pelo processo eleitoral. A empresa decidiu ainda não repassar de imediato seus reajustes aos consumidores de baixa renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.