CEF anuncia estudo sobre rendimento de cadernetas

A Caixa Econômica Federal (CEF) está elaborando um estudo, a ser entregue nos próximos dias ao ministro da Fazenda, Antônio Palocci, que mostra que as cadernetas de poupança vão ganhar competitividade em relação aos fundos de investimento com a redução da Selic, a taxa básica de juros, e melhoria das condições macroeconômicas. O presidente da instituição financeira, Jorge Mattoso, afirmou que o estudo tem como objetivo convencer o governo para criar mecanismos de melhoria das condições para o poupador de longo prazo. Mattoso não quis antecipar mais detalhes sobre o assunto. "Com a queda de juros a poupança fica mais competitiva", observou, acrescentando que a expectativa é de que até o final do ano a Selic fique em 17%. Para o primeiro semestre de 2004, Mattoso acredita que a taxa básica de juros estará em torno de 15% ao ano.CampanhaA CEF inicia hoje nova campanha publicitária para a caderneta de poupança. A instituição financeira tem hoje 31,19% do total de depósitos de cadernetas de poupança em todo o País, contra 30,53% no início do ano. Atualmente, a CEF tem 23,4 milhões de contas ativas e saldo em carteira de R$ 43,07 bilhões.Com a nova campanha publicitária, que tem como alvo o público infantil, o banco espera abrir 500 mil contas de poupança por mês, sejam elas contas para crianças e adolescentes ou não. Para a campanha publicitária, a Caixa vai gastar até o final do ano R$ 10 milhões. As peças serão veiculadas na televisão, além de revistas infantis e de variedades e na estréia de filmes para crianças e adolescentes no cinema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.