finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

CEF e BB poderão cobrar taxas na concessão de crédito

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil poderão cobrar todas as taxas e custos envolvidos na abertura de contas correntes e concessão de empréstimos comuns, dos interessados em acessar a linha de financiamento para aquisição de produtos da linha branca e televisores. "Não existe restrição à cobrança da taxa de abertura de crédito", reconheceu o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Bernard Appy. A regulamentação da medida também não cria nenhum tipo de restrição à cobrança de demais taxas e custos operacionais que estejam envolvidos nessa operação. Appy acredita, entretanto, que esses custos poderão ser absorvidos pelos bancos, considerando a possibilidade de concorrência entre as duas instituições federais. No caso da operação de crédito com desconto em folha de pagamento, as empresas poderão cobrar uma taxa de administração para fazer o desconto das parcelas do empréstimo na folha de pagamento de seus funcionários. Reajustes também são liberados O programa de abertura de crédito para aquisição de produtos da linha branca e televisores também não estabelece nenhum mecanismo que impeça o setor de reajustar o preço de seus produtos. Segundo o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Eletroeletrônicos, Paulo Saab, isso não implica que haverá reajustes até dezembro. "O mercado está parado e não há espaço para praticar nenhum reajuste", explicou Saab. Segundo ele, a sazonalidade também é um fator que deve impedir tentativas de aumentar o preço dos produtos. Como o último trimestre é tradicionalmente o melhor período de vendas do setor, as empresas evitam fazer qualquer reajuste em seus preços. "Gostaríamos até que houvesse (aumentos) mas não há espaço no mercado atualmente", reconheceu Saab.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2003 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.