CEF e Petros assinam financiamento habitacional mais barato

A Caixa Econômica Federal (CEF) e o fundo de pensão Petros, dos funcionários da Petrobras, assinaram um convênio com objetivo de oferecer financiamento habitacional, em condições diferenciadas, para os 90 mil associados da entidade. A vantagem é diminuição da cobrança de juro, que pode chegar a 2% ao ano, de acordo com a linha de crédito a ser utilizada. Segundo a Caixa, é a primeira parceria desse tipo fechada com um fundo de pensão. A CEF informou que o convênio atenderá a todas as faixas salariais no financiamento de imóveis de qualquer valor, sob condição de análise do banco. Dessa forma, a taxa nominal mínima do empréstimo para os petroleiros cairá de 6,% ao ano para 5,50%, enquanto a taxa nominal máxima passa de 12,50% ao ano para 10,50%. A Caixa estima que as condições do financiamento estejam disponíveis em suas agências a partir de julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.