bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

CEF libera 7º lote de perdas do FGTS para metalúrgicos de SP

A Caixa Econômica Federal (CEF) liberou o sétimo lote de pagamento das perdas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) referentes ao Plano Collor 1, de abril de 1990, para trabalhadores metalúrgicos da capital. O lote inclui 8.739 trabalhadores não sindicalizados e o valor a ser pago é de R$ 6.283.228,71.As perdas correspondem à correção de 44,80% que não foi aplicada às contas do fundo de garantia na época. O pagamento é resultado da ação judicial movida pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo em 1993. Os valores serão pagos com juros e correção monetária, acrescidos de 0,5% ao mês, calculados desde o início do processo.O sindicato deve enviar carta aos trabalhadores convocando-os a comparecer à sede da entidade, na rua Galvão Bueno, 782, Liberdade, no centro de São Paulo, para se habilitar ao pagamento.BalançoO primeiro lote, liberado em 31 de janeiro, incluiu 2.800 trabalhadores sindicalizados e um montante de R$ 21 milhões. O segundo, liberado em 1º de março, contemplou 4.136 trabalhadores sindicalizados e um valor de R$ 6.174.241. O terceiro saiu no dia 31 de março e incluiu 7.698 trabalhadores não sindicalizados e um montante de R$ 55.363.892,19. O quarto lote, liberado em 28 de abril, beneficiou 7.701 trabalhadores não sindicalizados e o valor pago foi de R$ 59.755.707,04. O quinto, liberado em 31 de maio, contemplou 11.087 trabalhadores, e o montante foi de R$ 30.760.820,01. O sexto lote, liberado em 1º de julho, beneficiou 9.726 trabalhadores com um valor de R$ 14.383.5237,83. Mais cinco lotes serão liberados até o final deste ano, segundo o sindicato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.