CEF liberará em 2009 R$ 38 bilhões para imóveis, diz Dilma

Chefe da Casa Civil afirma que volume de empréstimos neste ano será 65% maior do que no ano passado

Carolina Freitas, da Agência Estado,

24 de setembro de 2009 | 12h48

A chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira, 24, que a Caixa Econômica Federal (CEF) fechará o ano com R$ 38 bilhões emprestados para crédito imobiliário. Em palestra na cerimônia de posse da diretoria do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi), Dilma disse que o volume de empréstimos em 2009 será 65% maior do que em 2008.

 

Veja também:

linkBradesco irá liberar R$ 1 bi em financiamento imobiliário 

 

Durante a fala, a chefe da Casa Civil destacou ainda a atuação do governo diante dos efeitos da crise econômica mundial no País. "Conseguimos, talvez, superar a maior crise econômica dos últimos anos." Dilma destacou a participação da CEF nesta recuperação e convocou os bancos privados a retomarem também o nível de empréstimos concedidos para ajudar no reaquecimento da economia.

 

Déficit habitacional

 

Dilma prometeu zerar o déficit habitacional no País, estimado em 8 milhões de moradias, em 15 anos. Durante discurso, ela disse que o programa Minha Casa, Minha Vida é o modelo que levará o Brasil a atingir este objetivo.

 

Dilma afirmou ainda que acha possível traçar uma meta ainda "mais ambiciosa" para resolver o problema do déficit habitacional. "Acho 15 anos uma meta factível, mas tenho certeza que este país vai crescer. Temos de ter uma meta mais ambiciosa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.