CEF: poupança é ideal para período curto

Os bancos começam a lançar produtos para atender trabalhadores que recebem a primeira parcela do 13º salário no final desse mês e desejam destinar uma parte dos recursos para investimentos. Exemplo disso é a poupança da Caixa Econômica Federal (CEF) que oferece prêmios. O produto foi anunciado hoje em São Paulo (veja mais informações no link abaixo).De acordo Fernando Carneiro, diretor de serviços da CEF, a poupança é a aplicação mais indicada para investidores que pretendem sacar os recursos depois de 90 dias. "Nesses casos, o objetivo do cliente é pagar os impostos do início do ano, matrículas e materiais escolares, ou mesmo para as viagens no Carnaval", explica.O diretor lembra as vantagens da poupança sobre os fundos de investimento: isenção da cobrança de CPMF e do Imposto de Renda. "Além disso, nos fundos, a rentabilidade é reduzida pela cobrança da taxa de administração que incide sobre o valor total de aplicação", completa.Na análise de Carneiro, no caso de investimentos por períodos mais curtos, a poupança pode ter rendimento semelhante ou superior ao de um fundo de investimento. "Por isso, a nossa recomendação é que, nesse horizonte de investimento, 100% dos recursos devem ser destinados para a poupança."Aplicações para prazo mais longoPara clientes que pretendem deixar os recursos investidos por período superior a 90 dias, a melhor recomendação é a diversificação. O diretor sugere destinar uma parcela dos recursos para fundos de investimento. "O segmento, ou seja, renda fixa ou variável, vai depender do perfil do investidor. Quanto mais agressivo, maior a parcela em fundos de ações."Vale destacar que o segmento de renda variável oferece riscos. O investidor precisa estar preparado para perder até mesmo parte do dinheiro investido. Portanto, o mais indicado é direcionar apenas uma parcela dos recursos para esse segmento. Investidores que não têm tolerância ao risco podem destinar parte dos recursos para os fundos de renda fixa prefixada ou DI. Os fundos cambiais, que acompanham a cotação do dólar são indicados apenas para quem tem dívidas em dólar. Veja no link abaixo a classificação completa dos fundos de investimentos e suas características.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.