Celso Furtado é candidato ao Nobel de Economia

O economista Celso Furtado será o primeiro candidato brasileiro ao Prêmio Nobel de Economia. A candidatura foi lançada no Rio, emseminário internacional promovido pelo Reggen (rede da Unesco/ONU sobre economia global e desenvolvimento sustentável). Em janeiro, osdocumentos serão formalmente enviados à Academia de Ciências, na Suécia. Furtado, que é tido como um guru do presidente Lula e de boa parte de seus colaboradores, tem evitado declarações públicas sobre a política econômica do governo. Mas hoje, antes departicipar da solenidade de abertura do encontro ?Hegemonia e contra-hegemonia?, no qual seu nome foi lançado ao prêmio, ele declarouque o governo Lula adotou uma tática que ?desnorteou o mercado?, mas não avalizou a política monetária conservadora da equipe econômica.?Eu não faria essa política?, disse, respondendo à um questionamento sobre a estratégia do Banco Central. Lembrando que os juros não podemser muito mais altos do que a elevação da produtividade, ele classificou a manutenção dos juros num patamar acima de 20% diante deuma taxa de crescimento de, no máximo, 2%, como ?uma aberração, uma distorção do sistema financeiro, uma tirania?.O economista demonstrou compreensão quanto aos motivos que levaram a equipe do PT a adotar uma prática tão cuidadosa na condução da economiae comentou que, com isso, o presidente Lula está ?pagando um preço, porque está sendo reprovado por parte de seus aliados?. Mas, mesmoafirmando que não cabe a quem está de fora criticar, ele não poupou críticas.?Os que estão seguindo essa política (monetária) têm suas razões. Não o fazem como traidores. Estão fazendo dentro de um espírito decolaboração e pensando nos interesses do povo brasileiro?, afirmou, para depois emendar: ?Eu não imaginava que eles iriam tão longe noconservadorismo?.Segundo Theotônio dos Santos, presidente do conselho de economia Political and Etical Knowlegement for Economic Action (Pekea), quecoordena a campanha pela candidatura de Furtado ao Nobel, o economista brasileira é um nome de consenso em todas as entidades representativasda América Latina. Para ser efetivada, a candidatura necessita do endosso de pelo menos um ganhador anterior do prêmio e, segundo Santos,quatro ganhadores nesta categoria já estão apoiando o nome de Furtado. ?Só não posso antecipar os nomes?, comentou.Para Celso Furtado, a condução da economia agora não é mais uma questão técnica mas, essencialmente, um problema político. ?É umproblema de sabermos que risco podemos aceitar?. Indagado se a manutenção dos juros altos seria a única alternativa para o atual governo manter sob controle a situação, ele respondeu: ?Isso é ojulgamento deles (governo). Eles não me consultaram sobre isso. (A taxa de juros) é um risco, mas só quem pode julgar esse risco é quem exerce o governo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.