Celta: novo popular da GM agita mercado

As concessionárias da General Motors já começaram a receber o Celta, produzido na nova fábrica de Gravataí (RS).Anunciado para ser um dos modelos mais baratos do País, na faixa de R$ 13 mil, o lançamento do Celta está levando as demais marcas a baixarem seus preços com receio de perder espaço no mercado.O Celta acirra a disputa no segmento que mais vende carros no País. Os chamados modelos populares respondem atualmente por 70% das vendas de veículos nacionais. Os automóveis com motor 1.0 foram lançados há dez anos e acumulam até hoje produção de 4,8 milhões de unidadesCompetição acirrada derruba preçosA rede Volkswagen está oferecendo Gol Special a R$ 13.400,00 em uma promoção que não tem prazo para terminar. Na tabela o carro está cotado a R$ 15.516,00. A Fiat não quer perder o status do Uno Mille, de carro mais barato do mercado, e vai reduzir seu preço, que deverá ficar abaixo de R$ 12 mil. A redução de tabela pode chegar ao Palio.O Ford Ka está custando R$ 15.430,00 na tabela, mas é oferecido na rede de distribuidores por R$ 13.900,00. O diretor da revenda Eufrásio, Eufrásio Pereira Júnior, acha que o Celta "é muito básico e não vai competir com nossos produtos". Ele não descarta, entretanto, que a Ford relance o Ka Street, despojado de equipamentos e mais barato.Sistema de vendas pela InternetO Celta será vendido por um sistema denominado de Intranet, uma rede que conecta as lojas à fábrica. Em novembro poderá ser comprado pela Internet. Pelo Intranet, o pagamento será feito diretamente à GM, por meio de cartão de crédito ou depósito bancário. As concessionárias vão receber uma comissão pela venda ainda a ser definida, mas que deve ficar entre 5% a 7% do valor do carro.A vantagem para o consumidor é que, pelo meio eletrônico, o Celta ficará em média R$ 1 mil mais barato em relação ao que for comprado pelo sistema convencional de vendas. A entrega do modelo será feita em cerca de três dias.Sucesso antecipadoA GM pretende vender 30 mil unidades do Celta até o fim do ano. As lojas já têm lista de espera. O grupo Pompéia tem 50 interessados e a Anhembi, só ontem, recebeu 18 pedidos de reservas em seu site. Apesar de ter os melhores preços do mercado, o carro popular aumentou 116% nos últimos cinco anos. Os impostos sobre esses modelos subiram 28,2%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.