Celular roubado não poderá ser habilitado

A partir de hoje, os aparelhos de telefone celular furtados ou perdidos não poderão mais ser habilitados pelas operadoras. A Associação Nacional das Prestadoras de Serviço Móvel Celular (Acel) apresentou ao presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Renato Guerreiro, o Cadastro de Estações Móveis Impedidas. Com a criação desse cadastro, será possível saber, em todo o País, a procedência do aparelho que está sendo habilitado. Dessa forma, o usuário que tiver a aparelho roubado deverá entrar em contato com a operadora para que número de série do telefone seja incluído no cadastro, ficando automaticamente impedido de ser habilitado em qualquer outra operadora. O usuário terá cinco dias de prazo para providenciar um boletim de ocorrência, feito em delegacia de polícia. Os números começam a ser incluídos, hoje, no cadastro e os dados anteriores de telefones furtados não serão cadastrados. Também serão incluídos no cadastro, após o registro da ocorrência, os furtos de cargas de celulares. A consulta aos dados poderá ser feita pelas operadoras e por revendedoras credenciadas. O usuário poderá somente fazer consulta por intermédio das operadoras e revendedoras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.