Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Celulares devem ultrapassar 200 milhões até fim do ano

Em novembro, telefones móveis em uso no Brasil somaram 197,5 milhões, segundo dados da Anatel

Karla Mendes / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

O Brasil deve encerrar o ano com mais de 200 milhões de celulares. Até novembro, o mercado brasileiro já contabiliza 197,53 milhões de linhas ativas, conforme levantamento divulgado ontem pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Como dezembro é o melhor mês de vendas para as operadoras, por causa do Natal, essa marca deve ser facilmente ultrapassada, pois só em novembro ocorreram 3,09 milhões de novas habilitações. A Anatel destacou, também, que já há mais de um celular por habitante nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

No ranking por tipo de plano de serviço, os celulares pré-pagos lideram. Dos 197,5 milhões de aparelhos, 162,4 milhões operam dentro do sistema pré-pago, o que representa 82,21% do total. Os pós-pagos somam 35,1 milhões de celulares, ou seja, 17,79% do total.

A partir deste mês, a Anatel passou a divulgar a consolidação dos números por tecnologia, o que permitirá acompanhar a evolução da banda larga móvel no Brasil, que no mês passado contabilizou 19,45 milhões de acessos ou 9,85% da base total de celulares. A líder nesse segmento é a Claro, com 39,83%. Na sequência, figuram Vivo (32,1%), TIM (22,26%) e Oi (5,47%).

Ao analisar a base total de assinantes do Serviço Móvel Pessoal (SMP), contudo, a Vivo mantém a liderança, com 29,8%. A Claro aparece com 25,55%, seguida da TIM (24,91%) e Oi (19,38%). .

Considerando o estoque de celulares ao final de novembro, o Brasil tem 101,96 celulares para cada cem habitantes. O Centro-Oeste tem 17,3 milhões de celulares, o que representa 121,83 terminais por habitante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.