Cemig investirá R$ 1,8 bi na modernização de usinas hidrelétricas

Dinheiro será aplicado ao longo de 10 anos para substituição e reestruturação de equipamentos

Luciana Collet, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2011 | 13h21

SÃO PAULO - A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), anunciou nesta quarta-feira, 21, que vai investir cerca de R$ 1,8 bilhão, ao longo dos próximos 15 anos, no Programa de Reforma e Modernização de dez usinas hidrelétricas, que prevê a substituição e reestruturação de equipamentos de geração e transmissão de energia elétrica. Com isso, o tempo de vida útil das usinas deve ser estendido por mais 30 anos, em média, informou a empresa.

No total, as dez hidrelétricas da Cemig que participam do programa possuem 40 unidades geradoras e 5.221 MW de potência instalada. A companhia explica, por meio de nota, que a iniciativa vai trazer melhorias operacionais, permitindo a redução de indisponibilidade operativa das máquinas, ou seja, elas serão interrompidas com menos frequência para manutenção.

A primeira usina a passar pela reforma e modernização é a Hidrelétrica São Simão, cujo contrato foi assinado hoje pela estatal mineira, numa parceria firmada com representantes do consórcio formado pelas empresas Alstom, Orteng e Construtora Camargo Corrêa. O investimento é de R$ 370,9 milhões e início de parada de máquinas para a reforma é previsto para outubro de 2012.

Em operação desde 1978, a Usina de São Simão está localizada no Rio Paranaíba, entre Minas Gerais e Goiás, possui seis unidades geradoras e a maior potência instalada entre as hidrelétricas da Cemig (1.710 MW).

A companhia explica que equipamentos como turbina, gerador, vertedouro e comportas serão reformados. Já os mecanismos de controle, proteção e regulador de velocidade serão modernizados, sendo substituído por tecnologia mais avançada, passando dos analógicos para os digitais.

A Cemig destacou que a paralisação das máquinas não vai interferir na geração total de energia da Cemig. "As estruturas civis não são objeto da reforma. O nível do reservatório continuará o mesmo", disse o coordenador da Cemig, Cornélio Antonio Pereira, por meio de nota.

As próximas usinas que devem passar pela reforma e modernização serão Volta Grande (Rio Grande) e Salto Grande (rios Santo Antônio e Guanhães). A concorrência pública pelos projetos está prevista para o primeiro semestre do ano que vem. Outras concorrências de menor porte para o projeto de São Simão serão realizadas em 2012 e 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
cemigusinasmodernização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.