Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Cenário de vendas está difícil este ano, diz Luiza Trajano

Presidente do Magazine Luiza afirmou que empresa irá focar em produtos que vendem mais e com preço mais acessível para o Natal

Dayanne Sousa, O Estado de S. Paulo

05 de outubro de 2015 | 15h10

SÃO PAULO - A presidente do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, avaliou que este ano o cenário de vendas é difícil e, além do ambiente de crise, a companhia trabalha com uma base de comparação forte do ano passado. "Vendemos tanto no ano passado que estamos até com dificuldade porque trabalhar em cima de números bons é difícil e 2014 foi o melhor ano da empresa", afirmou.

Para uma plateia de pequenos e médios empreendedores durante um evento em São Paulo, Luiza Helena, aconselhou o público a dar atenção ao fluxo de caixa das companhias. Ela disse que é possível criar soluções para vender ou para negociar com fornecedores, mas ressaltou que é preciso foco em gastar menos. Ela citou um projeto do Magazine Luiza para redução dos custos com equipamentos de loja, que conseguiu diminuir em 55% gastos com itens como mobiliário e instalação elétrica.

Questionada por jornalistas sobre as perspectivas para o Natal, a empresária afirmou que as compras que a rede de lojas está fazendo da indústria estão acontecendo, embora com maior foco em produtos que vendem mais de e de preço mais acessível. "Não queremos apertar os fornecedores, mas acredito na relação de ganha-ganha", afirmou.

Luiza considerou que hoje o Brasil vive uma crise política e econômica, mas disse que a companhia está buscando soluções. "Estou muito focada em vender é preciso mesmo porque o negócio está difícil", disse. "Tenho conversado com fornecedores, ajudado na área de compras, todo mundo na empresa tem que virar vendedor para atravessar esse momento", acrescentou.

Respondendo a pergunta sobre o cenário político, Luiza defendeu que é preciso uma "união" entre partidos em nome do desafio de "destravar a economia" apesar do ajuste fiscal.

A presidente do Magazine Luiza ainda defendeu que o mercado consumidor brasileiro tem grande potencial. Ela falou sobre o déficit habitacional ainda existente no País e considerou que, com a necessidade de se construir casas, "ainda tem muita geladeira para vender". 

Tudo o que sabemos sobre:
economiavarejoLuiza Trajano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.