Cenário econômico ofusca ata do Fed e ações europeias atingem mínima de 2 meses

As ações europeias atingiram nova mínima de dois meses nesta quinta-feira uma vez que o alívio pela perspectiva de contínuo apoio monetário do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deu lugar às preocupações com a perspectiva econômica desanimadora para a Europa.

FRANCESCO CANE, REUTERS

09 de outubro de 2014 | 14h20

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,4 por cento a 1.313 pontos, recuando pelo terceiro dia e tocando nova mínima de dois meses a 1.311 pontos.

O mercado havia sido impulsionado pela ata da última reunião do Fed, que sugeriu que o banco central não vai se apressar para começar a elevar as taxas de juros.

No entanto, uma série de dados econômicos fracos na Europa e o descontentamento com as medidas de estímulo apresentadas até agora pelo Banco Central Europeu levaram investidores a realizar lucros.

"Todos estavam um pouco mais altistas após a ata, mas o cenário europeu não mudou", disse o operador da Tradition Mike Reuter. "Então, no geral, as pessoas estão aproveitando (a retomada) e realizando um pouco de lucro".

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,78 por cento, a 6.431 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,11 por cento, a 9.005 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve queda de 0,64 por cento, a 4.141 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 1,34 por cento, a 19.382 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 0,63 por cento, a 10.273 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,18 por cento, a 5.277 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.