finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Cenário retarda emissão de ações de Internet

O diretor da empresa Neomarkets, Hermano Cintra, afirma que o momento desfavorável do mercado fez com que a companhia desistisse de abrir capital e emitir ações. "A situação não evoluiu da maneira como imaginávamos. A hipótese de lançarmos ações tornou-se remotíssima".Caracterizada como uma comunidade de micro e pequenas empresas na Internet, a Neomarkets iniciou operações em março de 2000. Nesse período, o seu setor de atuação foi a vedete do mercado e o índice americano que agrupa suas similares, o Nasdaq, índice da bolsa eletrônica que negocia ações de empresas de tecnologia e Internet, registrava valorizações constantes.A Neomarkets visualizou o cenário promissor e planejou abrir seu capital no início deste ano, para se financiar. Mas com a modificação do quadro os analistas passaram a ver as companhias da rede mundial de computadores com mais cautela.Os sites de comércio eletrônico Amélia, do grupo Pão de Açúcar, e Americanas.com, das Lojas Americanas, também suspenderam a abertura de capital diante da situação desfavorável do mercado. A Universo Online (UOL), outra empresa que já tem registro de companhia aberta, adiou o lançamento de ações. A companhia está com tudo pronto para sua primeira emissão de papéis, mas aguarda um período menos turbulento para concretizar sua estratégia.

Agencia Estado,

29 de junho de 2001 | 08h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.