Nilani Goettems|Valor - 20|10|2014
Nilani Goettems|Valor - 20|10|2014

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

'Cenário só melhora se mudar o governo'

Para Nelson Marconi, professor da FGV, confiança foi afetada

O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2017 | 05h00

“No meu entender, o cenário anterior não tinha a recuperação que a maioria do mercado previa. Boa parte da melhora veio da mudança de metodologia do cálculo pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Alterou o resultado. O único setor em recuperação é o agronegócio. Ele se guia pelo mercado internacional. Não vai ser afetado. Os demais setores, porém, vão ser. O que aconteceu afeta a confiança. Quem pensava em investir, pode desistir. O Banco Central tende a ser mais cauteloso no ritmo de queda da taxa de juros, afetando o crédito. O nível de atividade pode não reagir ou até recuar, com reflexos sobre o desemprego. 

Algumas avaliações são de que, para a economia, é melhor Temer ficar. Discordo. O melhor cenário é ter uma rápida mudança no governo. Só isso vai acalmar os ânimos. Trazer de volta a confiança que estava se delineando antes. Quem assumir não pode ter nenhum envolvimento no processo da Lava Jato ou risco de se envolver. Não podemos passar por isso outra vez. Vamos lembrar: destituímos a Dilma e o PT e agora estamos vendo que o Temer e o PMDB estão tão enrolados quanto – e tinha o risco, porque o PMDB estava no governo antes. Precisamos de uma figura que consiga tocar um processo de transição sem novos sobressaltos. 

E vamos aí: não tem como votar as reformas trabalhista e da Previdência. Estamos vendo ministro apresentando carta de demissão; o PSDB avaliando se fica ou sai. Não tem ambiente político para votar. Dou graças a Deus se a reforma trabalhista ficar mesmo para depois. Foi feita de forma atabalhoada, sem a devida discussão. Mas lamento pela reforma da Previdência. Adiá-la significa que teremos sérios problemas fiscais.” 

Tudo o que sabemos sobre:
IBGEBanco Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.