Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Cesta básica bate novo recorde desde o Real

De 08 para 11/11/2002, a cesta básica do paulistano apresentou variação de 0,18%, conforme pesquisa diária realizada pela Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual. O preço médio, que era de R$ 189,31 passou para R$ 189,66, o maior desde o início do Plano Real. O grupo Alimentação apresentou variação de 0,06%, Limpeza, 1,53% e Higiene Pessoal, -0,11%. No mês, a Cesta variou 2,61%, e nos últimos 30 dias, 10,36%. No ano, a Cesta variou 19,89%, Alimentação, 23,57%; Limpeza, 1,59% e Higiene, 12,04%, e nos últimos 12 meses, 22,96%, Alimentação, 26,51%, Limpeza, 3,40% e Higiene, 17,66%. A variação desde a implantação do Plano Real é de 78,25%. O custo mínimo da Cesta Básica é de R$ 134,48 e o máximo R$ 254,36, revelando diferença de 89%.Dos 68 itens pesquisados 24 tiveram alta, 22 baixaram de preço e 22 permaneceram estáveis.Os maiores aumentos registrados foram: Farinha de Mandioca Torrada Hikari: 3,70%; Batata: 3,16%; Cebola: 2,56%. As maiores quedas foram: Absorvente Aderente Sempre Livre: -1,76%; Salsicha Avulsa: -1,60%; Papel Higiênico Fino Branco Neve: -1,47%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.