Cesta básica da Fipe tem aumento de 0,17% em março

O preço médio da cesta básica de alimentos e produtos de higiene em São Paulo medida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em março apresentou uma alta de 0,17% em relação a fevereiro, variação muito próxima da inflação da cidade, de 0,14%, também divulgada hoje pela Fundação para o período. De um mês para o outro, o preço médio passou de R$ 196,08 para R$ 196,41. Mesmo com este aumento, no ano, os preços da cesta recuaram 0,29% e, em 12 meses, 0,14%. O conjunto de produtos com os preços mais caro ainda é adquirido na área da zona sul da cidade mais próxima do centro (R$ 209,07), enquanto o mais barato foi encontrado na periferia da zona leste. Na extremidade da zona sul, a cesta custava R$ 191,58 em março. No mesmo mês, era encontrada por R$ 194,75 na zona norte; por R$ 195,88 na zona leste perto do centro e por R$ 201,07 na zona oeste. Com estes preços e tomando-se a cesta da zona leste como referência por ser a mais barata, a diferença nas compras dos mesmos produtos chega a 0,11% no mês passado na comparação com a região sul, a mais elevada. Esta diferença entre as duas cestas, em dinheiro, é de R$ 21,83.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.