Cesta básica de SP atinge maior preço do Real

Pelo quarto dia consecutivo, o preço da cesta básica do paulistano atinge o maior valor desde o início do Plano Real. De acordo com a pesquisa diária da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, em convênio com Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), o preço médio da cesta é hoje de R$ 173,92. Alta de 0,22% com relação a ontem, quando a cesta básica custava R$ 173,53. Na terça, o preço da cesta era R$ 172,81 e, na última segunda feira o preço médio era de R$ 171,16. De acordo com o Procon-SP, no mês, a cesta básica variou 2,80% (base 30/08/2002), e nos últimos 30 dias, 4,11% (base 26/08/2002). No ano, a Cesta variou 9,94%. A variação acumulada desde a implantação do Plano Real é de 63,46% (base 30/06/1994). O custo mínimo da cesta básica é de R$ 118,27 e o máximo R$ 239,47, revelando diferença de 102%.Dos 68 itens pesquisados pelo Procon-SP, 31 tiveram alta, 12 baixaram de preço e 25 permaneceram estáveis. Os maiores aumentos registrados foram: na batata (5,61%); os ovos brancos extra (3,93%); o sabão em barra Brilhante (2,04%). As maiores quedas foram: a carne de segunda sem osso - acém (-1,72%); o queijo muzzarela fatiado (-1,07%); o creme dental Sorriso (-0,80%). A coleta do Procon-SP, em conjunto, Dieese que abrange 70 supermercados nas 5 regiões da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.