Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cesta básica do paulistano fica 0,61% mais cara

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 24, pela Fundação Procon-SP indica que a cesta básica no município de São Paulo subiu 0,61% entre os dias 22 e 24 de abril. Dos 31 produtos pesquisados, 19 tiveram alta de preço, 10 diminuíram e 2 ficaram estáveis.

JÉSSICA OTOBONI, Agencia Estado

24 de abril de 2014 | 17h25

O valor médio da cesta passou de R$ 405,38 no dia 17 para R$ 407,87 hoje. No mês, o aumento chega a 3,69%. Nos últimos 12 meses, a variação é de 6,45%.

Os produtos de higiene pessoal registraram alta de 3,28%, puxados principalmente pelo preço do papel higiênico (6,82%). Os itens de alimentação ficaram 0,30% mais caros, com destaque para a batata (5,93%). Os produtos de limpeza também contribuíram para o aumento dos preços da cesta básica, registrando alta de 1%, devido principalmente ao aumento de 1,72% do detergente líquido.

Em relação à participação dos produtos no valor da cesta, os itens que mais pressionaram a alta na semana de 22 a 24 de abril foram batata (0,28%), papel higiênico (0,18%), feijão carioquinha (0,11%), leite em pó integral (0,09%) e frango resfriado inteiro (0,09%).

O levantamento diário é realizado em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Tudo o que sabemos sobre:
cesta básicaprocon-sp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.