coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Cesta básica fica mais barata no Rio e em SP

Os preços cobrados pelas cesta básica diminuíram tanto no Rio como em São Paulo na passagem de junho para julho. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira, respectivamente, pelo instituto Fecomercio-RJ e pela Fundação Procon-SP. As quedas foram, nesta mesma ordem, de 1,49% e 0,87%.Em São Paulo, o valor médio da cesta passou de R$ 199,86 para R$ 198,12. Entre janeiro e julho de 2006, o total de produtos tem queda de 8,43%, enquanto a retração nos últimos 12 meses encerrados em julho está em 7,05%.De junho a julho, na análise por grupo, os preços de Alimentação recuaram 1,07% e os de Limpeza, em 0,60%. Higiene Pessoal avançou 0,42%. Dos 31 itens pesquisados, dez apresentaram alta, 18 diminuíram de preço e três permaneceram estáveis.Segundo a pesquisa da Fundação Procon-SP, a batata (quilo), com a variação negativa mais expressiva, de 18,90%, foi o item que mais pressionou o recuo de preços no período, considerando-se as contribuições porcentuais na cesta. A instituição destacou que o preço, de R$ 1,03, foi o menor desde outubro de 2005, quando o quilo custava R$ 0,97.Rio De acordo com a Fecomercio-RJ,no Rio preço cobrado foi de R$ 286,80. No acumulado de 2006 até julho, o custo da Cesta de Compras caiu 7,05%. Nos últimos 12 meses até julho, a queda média ficou em 5,40%.Os principais responsáveis pela queda foram o tomate (- 22,87%), a batata (-12,15%), a maionese (-4,86%), a carne bovina de segunda (- 4,21%) e ovos (-3,17). Em contrapartida, as altas de preço mais expressivas foram registradas em maçã (5,32%), cenoura (5,23%) e arroz (5,15%). Na análise por faixas de renda, "o impacto da redução nos preços dos produtos foi o mesmo tanto para as famílias que recebem até 8 salários mínimos quanto para as que ganham acima dessa faixa de rendimento, registrando uma retração também de 1,49%", informou o instituto, em comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.