Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Cesta básica semanal registra alta de 2,49%

Na primeira semana do mês de novembro de 2002, o valor da cesta básica teve alta de 2,49%, de acordo com a pesquisa diária da Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça do Governo do Estado de São Paulo, em convênio com o Dieese. O preço médio, que no dia 31 de outubro era R$ 184,83, passou para R$ 189,43 em 07 de novembro. Por grupo, foram constatadas as seguintes variações: alta de 2,98% para a alimentação; alta de 2,55% para limpeza; queda de 1,61% para higiene pessoal. No resultado acumulado no ano, os preços da cesta básica registram alta de 19,74%. Considerando-se os últimos 12 meses, a alta é de 22,40%. Neste período, os produtos que mais subiram foram: açúcar refinado em pacote de cinco quilos (13,79%), farinha de trigo em pacote de um quilo (9,66%), quilo da batata (8,43%), café em pó Papel Laminado em pacote de 500 gramas (5,17%), sabão em pó em pacote de um quilo (4,96%).As maiores quedas foram: papel higiênico fino branco em pacote com quatro unidades (-5,00%), feijão Carioquinha em pacote de um quilo (-4,30%), quilo da cebola (-2,60%), litro da água sanitária Cândida (-2,59%), quilo do alho (-1,55%).

Agencia Estado,

08 de novembro de 2002 | 12h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.