coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Cesta básica sobe em 9 capitais em fevereiro, diz Dieese

Enquanto nove capitais apresentaram elevação nos preços da cesta básica em fevereiro em relação a janeiro, outras nove registraram queda, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgada nesta terça-feira, 11, pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

LUÍS LIMA, Agencia Estado

11 de março de 2014 | 13h17

Aracaju e Florianópolis foram as capitais que registraram as maiores altas no preço do conjunto de itens básicos, com elevação de 5,31% e 2,49%, respectivamente. Além disso, tiveram alta em fevereiro a cidade do Rio de Janeiro (1,35%), Campo Grande (1,22%), Belém (0,83%), São Paulo (0,58%), Goiânia (0,54%), Vitória (0,40%) e Natal (0,04%).

Já as quedas mais expressivas foram registradas em João Pessoa (-3,47%), Manaus (-3,44%) e Brasília (-2,91%). Também apresentaram queda no segundo mês do ano Fortaleza (-1,74%), Belo Horizonte (-1,49%), Porto Alegre (-1,40%), Salvador (-1,16%), Recife (-0,75%) e Curitiba (-0,19%).

Em fevereiro, o maior custo da cesta foi registrado em Florianópolis (R$ 330,75), seguido de Vitória (R$ 328,43) e São Paulo (R$ 325,35). Já os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 225,57), João Pessoa (R$ 255,00) e Salvador (R$ 262,78).

No acumulado nos últimos 12 meses - entre março de 2013 e o mês passado -, 5 capitais registraram alta no conjunto de itens básicos: Florianópolis (5,18%), Vitória (4,80%), Belém (4,24%), Rio de Janeiro(2,57%) e Curitiba (0,08%). Nas demais localidades, os recuos oscilaram entre -5,58% (João Pessoa) e -0,10% (Recife).

Tudo o que sabemos sobre:
cesta básicaDieesefevereiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.