Cesta básica tem alta de 0,37% na semana

A cesta básica do paulistano registrou na segunda semana do mês de outubro de 2002, alta de 0,37% em seu valor. A informação foi registrada na Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese). O preço médio, que no dia 03 de outubro de 2002 era R$ 170,51, passou para R$ 171,14 em 10 de outubro de 2002. A variação acumulada, no mês de outubro, segundo a Fundação Procon-SP é de -1,96% (base 30/09/2002) e nos últimos 30 dias é de 2,47% (base 10/09/2002). No ano, a cesta variou 8,18% (base 28/12/2001), e nos últimos 12 meses, 13,19% (base 10/10/2001).Neste período, os produtos que mais subiram foram: o pacote de 10 unidades do absorvente aderente (12,07%); o quilo da farinha de trigo (5,69%); o leite em pó integral (4,11%); o quilo do sabão em pó (3,81%0; o pacote de 250 gramas do biscoito maizena (3,45%). As maiores quedas foram: o quilo da batata (-15,53%); o pacote de 4 unidades do papel higiênico fino branco (-4,00%); o quilo do alho (-2,76%); o sabonete (-2,70%); e o quilo da carne de segunda sem osso (-1,61%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.