Cesta básica teve alta de 2,75% na semana

O preço da cesta básica do paulistano registrou alta de 2,75% na terceira semana de outubro de 2002, de acordo com a pesquisa diária da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese). O preço médio, que no dia 10 de outubro era R$ 171,14, passou para R$ 175,84 em 17 de outubro.De acordo com Procon-SP, no mês de outubro a cesta básica variou 0,73% (base 30/09/2002) e nos últimos 30 dias, em 3,20% (base 17/09/2002). No ano, a cesta variou 11,15% (base 28/12/2001), e nos últimos 12 meses, 13,73% (base 10/10/2001).Neste período, os produtos que mais subiram, de acordo com a pesquisa foram: o quilo da cebola (8,82%); o quilo da farinha de Trigo (6,92%); macarrão com ovos (6,72%); o pacote de cinco quilos do açúcar refinado (6,00%); e o papel higiênico fino branco (5,56%). As maiores quedas foram: do quilo do alho (-5,48%); o absorvente aderente (-3,85%), o biscoito Maizena (-2,22%); o detergente líquido (-2,08%); e o litro da água sanitária Cândida (-1,69%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.