Cesta de compras no RJ sobe 0,21% na 1a semana de agosto

O custo da cesta de compras das famílias do município do Rio de Janeiro subiu 0,21% na primeira semana de agosto (entre os dias 1º e 6), segundo pesquisa do Instituto Fecomércio-RJ divulgada hoje. Na pesquisa anterior, referente à última semana de julho, o custo das cestas tinha apresentado queda média de 0,03%. Com o resultado, o valor médio da cesta subiu para R$ 301,25 na primeira semana de agosto.Os produtos que mais contribuíram para o aumento no custo das cestas na primeira semana de agosto foram: tomate (19,51%), cenoura (10,85%) e lingüiça (8,60%). Em contrapartida, as maiores quedas de preços foram observados na cebola (11,32%), na banana prata (8,92%) e na batata (5,02%).Resultado mensalNo período mensal, entre 8 de julho e 6 de agosto, o custo da cesta aumentou 0,62%. Nesse período, os produtos que mais subiram de preço foram: tomate (8,60%), batata (6,72%) e cebola (4,41%). Em compensação os produtos que mais caíram de preço, no período mensal foram: cenoura (-3,89%) e carne bovina de segunda (-1,51%).Em comunicado, o diretor do instituto Luiz Roberto Cunha observou que "depois de passar por um período de queda, o preço do tomate voltou a subir com intensidade por causa do inverno rigoroso, que afetou a produção no Sul e no Sudeste. As baixas temperaturas deste inverno devem motivar a alta de preços de vários produtos agrícolas daqui para a frente", afirmou.Resultado anualNo ano, o custo da cesta de compras acumula alta de 2,86%, sendo que as famílias com renda mensal entre oito e dez mínimos foram as que mais aumentaram seus gastos, com elevação média de 3,56% no custo de suas cestas. Nos últimos 12 meses, o levantamento aponta alta média de 4,41%. A pesquisa reflete as variações de preços dos 39 produtos que mais pesam no orçamento, consumidos por famílias de dez diferentes faixas de renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.