Cesta de compras no RJ sobe 1,73% em 30 dias

O preço da cesta de compras das famílias no Município do Rio de Janeiro subiu 0,68% na terceira semana de agosto (entre os dias 17 e 23), segundo informou hoje o Instituto Fecomércio-RJ. Com a elevação, o valor médio da cesta passou de R$ 303,85 para R$ 305,92. No período mensal, de 23 de julho a 23 de agosto, o custo da cesta também subiu, em média, 1,73%, ante os 30 dias imediatamente anteriores. Segundo comunicado da entidade, que coordena pesquisa sobre o tema, a alta foi provocada pela elevação expressiva de preços do tomate (3,36%) e da cebola (15,06%), na terceira semana de agosto. Em contrapartida, caíram os preços de maionese (3,20%), leite em pó (2,21%), e creme dental (2,15%) no período.De acordo com o instituto, a alta na cesta de compras no período foi maior para as famílias com renda de até oito salários mínimos: 0,70%, em média. Já no período mensal as famílias que arcaram com maior aumento de custos foram as com renda entre três e cinco e entre oito e dez salários mínimos mensais, cujas cestas ficaram 2,02% mais caras.No período mensal, os produtos que mais subiram de preço foram tomate (33,37%), cebola (20,66%), batata (15,81%) e açúcar refinado (15,03%). No entanto, alguns produtos registraram redução nos preços, no período, sendo os mais expressivos: farinha de mandioca (-3,64%), creme dental (-3,49%) e maionese (-3,42%). No ano, a cesta de compras acumula alta média de 5,03%. Em relação aos últimos 12 meses, a cesta apresentou alta média de 5,76%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.