Cesta de consumo no Norte cai 0,79%, diz Abras

A cesta de consumo no Norte do Brasil registrou queda de 0,79% em julho em relação a junho, a maior variação de acordo com o AbrasMercado, conjunto de 35 produtos de largo consumo, analisada pela GfK a pedido da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). No entanto, a cesta da região é a mais cara: R$ 361,34.

VANESSA STECANELLA, Agencia Estado

28 de agosto de 2012 | 14h21

No Nordeste, a cesta regional recuou 0,51%, de R$ 273,73 para R$ 272,15, seguida pela Região Sul, que teve baixa de 0,38%, para R$ 342,03. O Sudeste notou redução de 0,01%, saindo de R$ 305,19 para R$ 305,16.

Já o Centro-Oeste apresentou a maior alta (+1,16%), passando de R$ 308,00 para R$ 311,57 entre junho e julho.

O AbrasMercado apresentou queda de 0,12% em julho em relação a junho deste ano. Já na comparação com julho de 2011, o indicador registrou crescimento de 8,05%, passando de R$ 295,98 para R$ 319,82.

Os produtos com as maiores altas em julho na comparação com junho foram tomate (+48,23%), farinha de mandioca (+3,61%) e queijo mussarela (+2,73%). Já os produtos com as maiores quedas no último mês foram batata (-16,66%), carne dianteiro (-4,34%) e carne traseiro (-2,10%), conforme levantamento da Abras.

Tudo o que sabemos sobre:
supermercadosvendasAbras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.